30
dez
14

O ano em que o Brasil não foi o país do futebol

Gabriel Medina trouxe um título inédito para o Brasil (foto: globoesporte)

Gabriel Medina trouxe um título inédito para o Brasil (foto: globoesporte)

O ano de 2014 tinha tudo para ser um dos melhores anos para o futebol brasileiro. O país sediou uma grande Copa do Mundo e era favorita, ainda mais depois da Copa das Confederações. Mas não foi nada disso que aconteceu. A seleção passou pelo maior vexame da história sendo goleado por 7 a 1 no Mineirão, o que fez as pessoas esquecerem a final da Copa de 1950. Não foi apenas a seleção que sofreu, o campeonato brasileiro teve um baixo nível técnico e foram poucos times que mostraram um futebol convincente. Logo, podemos deduzir que 2014 não foi o ano do futebol. Mas o país foi muito bem representado em outras modalidades e vamos te provar isso.

Começando pela principal conquista do país no ano, o título mundial de surf pelo jovem Gabriel Medina. O surfista tem apenas 21 anos e venceu lendas do esporte como Kelly Slatter e Mick Finning. O jovem tem muito potencial para vencer mais títulos. O povo brasileiro o abraçou, principalmente na etapa final, que aconteceu no Hawai, e virou o novo ídolo do Brasil.

O país também brilhou em outro esporte radical. Pedro Barros, skatista brasileiro, também brilhou em sua modalidade. Nesse ano, venceu uma das etapas do X-Games, em Austin. Porém, não foi só nesse ano que o brasileiro de 19 anos despontou para o mundo. Ele já é tetracampeão mundial na categoria skate bowl e já conquistou quatro medalhas de ouro no X-Games, além de duas pratas e um bronze. Já é considerado o sucessor de outra lenda, Bob Burnquist.

Esse esporte já era destaque no cenário mundial, mas em 2014, a natação se consolidou como verdadeira força esportiva. Foi o melhor ano do esporte aquático em toda história. No mundial de natação de piscina curta, em Doha, o país acabou o torneio como líder no quadro de medalhas com o total de 10 medalhas, sendo sete de ouro. Destaques para César Cielo, que liderou a equipe brasileira na prova de 4×100 medley, e Etiene Medeiros, que foi a primeira brasileira a ganhar uma medalha em mundiais. Após a polêmica do dopping, é uma ótima maneira de mostrar que o esporte é forte no país.

Se no mundial de basquete o país não conseguiu bater a seleção da Rússia e talvez enfrentar os Estados Unidos e França, pelo menos conquistou um título inédito com um jogador, Tiago Splitter. O brasileiro é jogador do San Antonio Spurs e foi o primeiro atleta brasileiro a vencer a NBA. O pivô tinha batida na trave no ano passado, quando chegou a final mas perdeu do Miami Heat numa parcial de 4 a 3, em uma final disputada em sete jogos. É um grande feito para os atletas brasileiros, que ganharão mais espaço na principal Liga de basquete do mundo. Outros jogadores também são protagonista em outros clubes. Varejão, do Cleveland Cavaliers, é ídolo por lá e joga ao lado do astro Lebron James. Huertas, armador da seleção, é um dos principais jogadores do Barcelona, e sempre disputa títulos na liga espanhola.

No tênis, o destaque foi Bruno Soares que foi campeão do US Open mais uma vez. O brasileiro joga na categoria dupla mista com Sania Mirza, que é indiana, e foi bicampeão nessa categoria, em 2012 e em 2014. Não é o melhor brasileiro no ranking, ele é o décimo, está atrás de Marcelo Melo, que é terceiro.

Fica difícil destacar o segundo esporte mais praticado no país, o vôlei, porque a Confederação está passando por péssimos momentos. Denuncias de corrupção foram feitas pelo jornalista Lúcio de Castro, da ESPN, e a imagem de jogadores e do esporte está sendo estragada pelo mundo.

Esses só são alguns exemplos de como o país também se destaque em outras modalidades e não apenas o futebol. Pelo contrário, o esporte mais praticado no país passou o maior vexame da história. Isso abre portas para que os outros esportes ganhem espaço na mídia e fique mais popular entre o povo. Se você souber outros exemplos, escreva no comentário.


0 Responses to “O ano em que o Brasil não foi o país do futebol”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Categorias

Gabriel Mecca

Mecca Esportes
Para ficar por dentro do que acontece nos esportes no Brasil e no Mundo.

Número de Visitas

  • 161,756 hits

Me segue no twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Ocioso


%d blogueiros gostam disto: