08
jul
14

Alemanha humilha o Brasil e vai a final da Copa

Schürrle foi um dos responsáveis pela surra alemã (foto:IG)

Schürrle foi um dos responsáveis pela surra alemã (foto:IG)

Até o mais otimista alemão não esperava uma vitória com tanta autoridade em cima da seleção brasileira. A Alemanha foi ao Mineirão enfrentar a seleção brasileira e aplicou um sonoro 7 a 1, fora o baile. O Brasil sentiu mais do que o esperado as perdas de Neymar e Thiago Silva e simplesmente não entrou em campo. Os europeus mostraram que tem um meio campo organizado e brilhante tecnicamente. Os gols do jogo foram feitos por Müller, Klose, Kroos(2), Khedira e Schürrle(2). O gol de honra do Brasil foi feito por Oscar no final da partida. Mais detalhes sobre o baile alemão em Minas, abaixo.

A seleção brasileira entrou com um espirito de jogar pelo seu maior craque, Neymar. No momento do hino nacional, David Luiz e Julio César seguravam uma camiseta do camisa 10. O substituto do jogador do Barcelona foi Bernard, que entrou para fazer uma função bem parecida, jogar pelas pontas e tentar infernizar a vida de Howedes. Mas a tática não deu certo, mas não por conta do baixinho camisa 20, mas sim pelo meio campo em geral. O time brasileiro não segurou a bola e deixou muitos espaços para Kroos e Schweinsteiger distribuírem a bola no campo de ataque. Aos 13 minutos, a primeira chance da Alemanha marcar. Kroos cobrou escanteio e Müller chapou para o gol, 1 a 0. O Brasil sentiu demais o golpe, e voltou a jogar como na fase de grupos, muito bola longa e sem criação no meio campo. Os espaços continuaram a surgir e a bola alemã rodava com muita facilidade no campo de ataque. Aos 23 minutos, Kroos achou Müller na área, que rolou para Klose chutar duas vezes e ampliar a vantagem para 2 a 0 e bater o recorde de Ronaldo com 16 gols em copas. O Brasil sentiu de vez o golpe e um minuto depois, a bola parou no pé alemão e sobrou para Kroos mandar um belo chute para o gol, 3 a 0. Quanto mais o Brasil sentia os gols, mais a Alemanha partia para cima. Dois minutos depois do terceiro gol, bola roubada no meio campo e troca de passes perfeitos entre Kroos, Khedira e Özil e mais uma vez Kroos ficou na cara do gol e ampliou. Não satisfeito com o 4 a 0, três minutos depois, a Alemanha mandou mais um para o fundo da rede, dessa vez com Khedira, que tirou do alcance de Julio César e marcou o quinto. Detalhe maior é que não havia passado dos 30 minutos.

A Alemanha continuou segurando muito bem a bola e o Brasil praticamente morto em campo. Poucos jogadores mostravam ânimo para continuar jogando e buscar uma utópica virada. Fred não conseguia fazer um pivô e a bola chegava quadrada para Berbard e Hulk.

Felipão tentou mudar a equipe no intervalo. O técnico colocou Ramires e Paulinho nos lugares de Fernandinho e Hulk. O time melhorou em campo, mas muito por conta da Alemanha que tirou o pé do acelerador. Foi o momento perfeito para mostrar que outra estrela do time não fica no meio campo e sim embaixo das traves. Manuel Neuer fez três belas defesas. A primeira em um chute de Oscar, que na cara do gol e de três dedos, chutou e o goleiro alemão defendeu. As outras duas defesas foram feitas em chutes de Paulinho, o goleiro fechou o espaço do camisa 8 e a bola se perdeu em escanteio. Mas a Alemanha voltou para o jogo. Löw mexeu no time, e tirou o recordista Klose e colocou Schürrle. O camisa 9 entrou com fome de gol e deixou a humilhação maior. O sexto gol saiu em uma jogada pela esquerda, onde Lahm recebeu e cruzou rasteiro para o atacante do Chelsea empurrar para a rede. Ainda cabia mais. Dez minutos depois do sexto, Schürrle recebeu bom lançamento e chutou forte para marcar o gol, 7 a 0. O time brasileiro já estava entregue e não conseguia segurar a decepção. A Alemanha ainda teve mais uma chance clara de marcar. Özil ficou na cara do gol, escolheu o canto e chutou para fora, poderia ter sido o oitavo. O jogador que era cotado para ser a principal estrela depois de Neymar apareceu ao 45 minutos. Oscar recebeu bom lançamento de William, limpou Boateng e marcou o gol de honra, 7 a 1.

Fim de papo e uma das maiores humilhações do futebol brasileiro. A derrota vai servir para rever muitos aspectos do futebol nacional, que estão carentes e sem investimento, principalmente na base. Não é uma geração para se jogar fora, há bons jogadores como Thiago silva, David Luiz, Neymar, William, mas é claro que deve haver muitas alterações.

A Alemanha espera o vencedor da partida de amanhã entre Holanda e Argentina, que acontece em São Paulo as 17h. O Brasil joga no próximo sábado para a definição do terceiro lugar. O adversário será o perdedor da outra semi.


0 Responses to “Alemanha humilha o Brasil e vai a final da Copa”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Categorias

Gabriel Mecca

Mecca Esportes
Para ficar por dentro do que acontece nos esportes no Brasil e no Mundo.

Número de Visitas

  • 161,765 hits

Me segue no twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Ocioso


%d blogueiros gostam disto: