05
jul
14

Higuaín desencanta, Holanda vence nos pênaltis e se garantem entre os quatro melhores

Higuaín marca seu primeiro gol na copa e garabte vaga na semi (foto:globoesporte)

Higuaín marca seu primeiro gol na copa e garabte vaga na semi (foto:globoesporte)

Mais um dia de Copa do Mundo, mas ao contrário do que estamos acostumados foi um dia com pouca bola na rede. Argentina e Holanda se garantiram nas semifinais do torneiro, mas com pouquíssimos gols. Os sul-americanos venceram os belgas por 1 a 0, com gol de Higuaín, que não marcava há seis partidas. A Costa Rica complicou mais um adversário europeu, mas não segurou a laranja mecânica. Foram 120 minutos de muita agonia, mas os holandeses venceram por 4 a 3 nos pênaltis. Argentina e Holanda se enfrentam e reeditam a final da Copa de 1978. Mais informações e detalhes sobre os jogos abaixo.

Começando pelo jogo entre Argentina e Bélgica, que se enfrentaram no estádio Nacional de Brasilia. A equipe de Messi e companhia mais uma vez não deu mais um show, mas os destaques individuais resolveram para os hermanos. O gol saiu rapidamente, logo aos oito minutos, Higuaín recebeu passe de Di Maria e numa bela virada, mandou no cantinho do gol de Courtois e abriu o placar, 1 a 0. Mas em meio de celebração por conta do gol, o camisa 7 argentino, Di Maria, sentiu uma lesão muscular. Ele foi substituído e provavelmente não volta para a Copa. Mesmo com o desfalque, a Argentina controlou o jogo e teve controle do meio campo, coisa que não acontecia nos jogos passados. A Bélgica não incomodava. Hazard jogou mal e não incomodou a zaga argentina.

A Bélgica melhorou um pouco no segundo tempo. Vertonghen subiu mais ao ataque e usou mais as jogadas aéreas para buscar o cabeludo Fellaini. Mas a Argentina acertou a parte defensiva quando colocou Demichellis no jogo. Mesmo com desfalques de Aguero e Di Maria, o time criou ótimas chances de marcar. Higuaín fez bela jogada individual e na cara do gol, mandou a bola no travessão. Messi também teve a chance de matar o jogo, mas parou no goleiro Courtois. A Bélgica estava pouquíssima inspirada e só jogava bolas na área, e Romero não trabalhou muito, porque viu Fellaini e Lukaku errarem todas as finalizações. Fim de papo e Argentina volta a uma semifinal de Copa.

A Holanda enfrentou a grande surpresa do mundial, a Costa Rica. Mas diferente de outros jogos, a Holanda foi muito mais defensiva e não jogou da mesma maneira inteligente dos jogos contra Itália e Uruguai. A Holanda apertou praticamente o jogo inteiro, mas não estava com o mesmo pé na forma comparado ao jogo da Espanha. A laranja mecânica quase marcou em pelo menos três alternativas claras. Van Persie saiu na cara do gol e o goleiro Navas fez boa defesa, e no rebote, Sneijder chutou fraco para o gol e Navas abraçou com tranquilidade. Os costa riquenhos chegaram uma vez só que não assustaram o goleiro holandês. A Holanda assustou mais uma vez com Depay e parou mais uma vez com Navas.

O segundo tempo foi praticamente o mesmo panorama: os europeus no ataque e os latino americanos se segurando na defesa. Ao contrário do primeiro tempo, a Holanda conseguiu vencer o goleiro, mas não venceu a trave. Por duas oportunidades os holandeses pararam no poste, primeiro com Sneijder numa cobrança de falta e depois com Van Persie, que sem goleiro, chutou e o zagueiro tirou e a bola subiu no travessão. Robben também fez um ótimo jogo e todas as jogadas de ataque passavam pelo meia do Bayern. O jogo acabou indo para indo para a prorrogação.

Krul entrou e resolveu (foto:ge)

Krul entrou e resolveu (foto:ge)

 

 

A Holanda se lançou ao ataque na prorrogação. Van Gaal colocou Huntelaar e o time europeu ficou com quatro atacantes no jogo. Logo no início do tempo extra, Vlaar subiu muito bem de cabeça e parou em Navas. Mas de tanto ficar no ataque, a defesa ficou muito exposta e os contra ataques foram constantes. A melhor chance dos americanos foi com Ureña, que após uma jogada individual parou em Cillessen. A Holanda ainda mandou mais uma bola na trave, com Sneijder, que bateu com muito efeito e a bola explodiu no travessão. Um minuto antes de acabar o jogo, Van Gaal trocou o goleiro. Tirou Cillessen e colocou Krul.

A mudança foi excelente. A Holanda acertou todos os pênaltis e o goleiro Krul defendeu duas penalidades, garantindo a laranja mecânica nas semifinais.

Argentina e Holanda jogarão na próxima quarta feira na Arena Corinthians as 17h no horário de Brasilia. Fazia 24 anos que os argentinos não jogavam as semifinais, e a Holanda tenta chegar numa final pela quarta vez.


0 Responses to “Higuaín desencanta, Holanda vence nos pênaltis e se garantem entre os quatro melhores”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Categorias

Gabriel Mecca

Mecca Esportes
Para ficar por dentro do que acontece nos esportes no Brasil e no Mundo.

Número de Visitas

  • 161,765 hits

Me segue no twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Ocioso


%d blogueiros gostam disto: