15
fev
11

Um craque pendurando as chuteiras

Despedida de Ronaldo no futebol

Nesta segunda feira, Ronaldo anunciou sua aposentadoria como jogador de futebol. Tristeza para os amantes de futebol, que vão perder um grande craque. Aos 34 anos Ronaldo falou que o motivo principal foi seu estado fisico, e alto números de cirurgias. Acompanhe agora, a trajetória deste craque no Brasil, e no mundo.

O Começo 

Seu início no Cruzeiro

Ronaldo começou sua carreira pelo Cruzeiro, em 1993. Já aos 16 anos, tinha contato com o time profissional, e já rondava as concentrações do elenco. Foi destaque após um amistoso pelo Cruzeiro em Portugal, marcou um gol, e mostrou interesse pela Internazionale e o Milan. Naquele ano, Ronaldo fez incríveis 12 gols em 14 jogos pelo campeonato brasileiro. Continuou se destacando, o que lhe rendeu a convocação para seleção principal e sub 17. Em 1994, já como principal jogador do time, foi vendido por 6 milhões de dólares, para o PSV da Holanda.

Carreira na Europa  

Grande carreira no Barcelona, onde se tornou fenômeno

 

No Barcelona, foi o momento que ele cresceu e surgiu Ronaldo ” fenômeno “. Ronaldo só jogou uma temporada na equipe catalã, mas foi o necessário para se tornar pela primeira vez o melhor jogador do mundo. Foi artilheiro do campeonato espanhol com 34 gols, e venceu a Copa do Rei e a Recopa Européia. Seu passe para o Barça foi de 20 milhões de dólares. Mas já na temporada seguinte, Ronaldo se transferiu para a Internazionale por 32 milhões de dólares.

Na Inter, Ronaldo teve um dos seus melhores momentos. Chegou como um ” salvador da pátria ” para vencer a campeonato italiano. Mas não conseguiu, mas fez 14 gols em 19 jogos, e a torcida da Inter já via um grande jogador . No clube italiano vestiu a camisa 10, que não é de costume. Neste temporada, foi eleito novamente melhor jogador do mundo. Na temporada seguinte, venceu a Copa da Uefa pela Inter, mas em todo ano o Calcio escapava. Na Inter as lesões graves começaram, a primeira em 1990 numa partida contra o Lecce. Quando voltou em 2000, se machucou no primeiro jogo contra a Lazio, sua pior lesão. Voltou na reserva, pediu para sair por problemas internos e em 2002, por 40 milhões de euros foi para o Real.

Sua melhor fase na carreira

No Real Madrid, na minha opinião, sua melhor fase, brilhou, e nesse ano foi eleito o melhor jogador do mundo, por causa da Copa. O começo não foi bom, convivia com as vaias, e com alto número de substituições, em 35 partidas, foram 22 saídas de campo. Mas na temporada 2003/04, foi melhor, Ronaldo virou craque do time que tinha Zidane e Figo e ganhou o campeonato espanhol. Na Champions League, o time quase sempre fracassando, Ronaldo não ganhou pelo Real. Com um time enchendo de estrelas, com Beckham, Robinho, Owen, o time parou de ganhar títulos. Em 2006, com a saída de Florentino Peréz, o Real ficou mais fraco, e com seu fisíco ruim, foi a última temporada pelo Real. No Real marcou 104 gols.

Em 2007, Ronaldo foi para o Milan por 7,5 milhões de euros e recebeu a camisa 99. Mas a temporada só começou em agosto de 2007, pois já tinha jogado pelo Real naquela temporada. Com Kaká e Pato na equipe, o Milan tinha tudo para ir bem no torneio, mas em fevereiro de 2008, outra grave lesão no joelho o afastou do futebol de novo. Com a lesão não jogou o resto da temporada, e não renovou com o Milan, o que fez terminar sua carreira na Europa.

Volta para o Brasil

Ronaldo se apresentando no Corinthians

Fazendo a recuperação no Brasil, Ronaldo se tratou no Flamengo, e fez juras de amor pelo clube, mas não foi no clube rubro negro que foi jogar, foi no Corinthians, que acertou em dezembro de 2008 com o clube alvi negro. Estreou em fevereiro de 2009, e seu primeiro gol na volta, foi na partida contra o Palmeiras de cabeça, empatando o jogo, e derrubando o alambrado do estádio. Naquele semestre venceu o campeonato paulista e a Copa do Brasil, levando o Corinthians a Libertadores. Mas com uma lesão na mão no jogo contra o Palmeiras, Ronaldo quase não jogou aquele ano.

Em 2009, voltou com a promessa da Libertadores, mas acabou sendo eliminado contra o Flamengo, nas oitavas de final. Nesse ano, muitas lesões, como na panturrilha o atrapalharam, mas o ajudou a levar  Corinthians a Libertadores de novo em 2011, e o terceiro ligar no brasileirão de 2010. No ano de 2011, fez poucas partidas, e anunciou a aposentadoria, após a perda da Libertadores pelo Tolima.

Seleção Brasileira

Comemoração na final da Copa

 

Prêmio individuais

Melhor do mundo

 

Esse foi o especial do Ronaldo, agora ex jogador, eu do Mecca Esportes, desejo a ele sorte nesse futuro dele, e garanto que ele vai fazer muita falta.


0 Responses to “Um craque pendurando as chuteiras”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Categorias

Gabriel Mecca

Mecca Esportes
Para ficar por dentro do que acontece nos esportes no Brasil e no Mundo.

Número de Visitas

  • 161,756 hits

Me segue no twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Ocioso


%d blogueiros gostam disto: